.

.

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

IBICUÍ PICTURES APRESENTA “O HOMEM DAS CARTAS E OS LÍDERES SCHIN”.

Folha do Progresso.
Por: Leandro Bahia.
Imagem: Internet.

É de causar espécie a coragem de certas lideranças políticas schin de Ibicuí, estes diferem-se um pouco do Homem das Cartas, embora eles são todos adeptos e defensores dos Governos de Pequenos Reparos 1 e 2, nestes dois filmes o povo sofre no início, durante e no final. Não faz muito tempo assim, as cartas deste Homem causavam nos ibitupaenses um certo deslumbramento, hoje, os ibitupaenses as tratam com indiferença ou risos pensando em se tratar de uma anedota de mau gosto. O Homem das Cartas recrutou alguns jovens para distribuírem estas cartas/panfletos nos distritos como no sábado da Festa de Largo de Ibitupã. O Homem não teve coragem de ouvir certas verdades ditas por eleitores enfurecidos e apelou para as velhas táticas eleitoreiras.
Em outras oportunidades estes panfletos foram distribuídos e o Homem das Cartas mesmo em situação difícil saia-se vitorioso das eleições talvez pela falta de opções. E o que aconteceu agora? O povo despertou. “Amigos e Amigas”, é assim que o Homem deu início a carta. “Se aproxima mais uma eleição...”. E dispara o autor: “Confiante nesta histórica parceria peço...”, Pode-se perfeitamente acrescentar (histórica e vitoriosa parceria). Em outro trecho da carta são citados os “benefícios” que os seus candidatos trouxeram para o município. Ibitupaenses pasmem! “... iluminação da cidade e distritos...” e cita ainda: “construção da quadra de esportes”. O Homem da carta finaliza: “O Seu Amigo de Sempre!”. As cartas vêm acompanhadas de Santinhos.
Bem, a quadra de esporte de Ibitupã não foi concluída pela administração passada e a atual não quer tomar nem conhecimento, já que estão com quase dois anos de governo “Trabalho e Compromisso” e nada fora feito. Enquanto a iluminação de Ibitupã, tem poste que não possui a garra quanto mais lâmpada, por exemplo, na Rua Rio Novo. Esta emenda parlamentar é de R$ 30, 00 trinta reais? Ibitupã com os benefícios destas emendas era para ser o distrito mais iluminado do mundo! Será mesmo que Prefeitura de Ibicuí precisa ou precisou de emendas parlamentares para iluminar os distritos? Esta quadra há muito tempo serviu de pretexto e capital político para eleger ou reeleger candidatos, promessas apenas. E no presente, pretende fazer o mesmo. “Se eleitos, vamos colocar as traves”. A Outra replica: “Faremos a arquibancada e vamos cobri-la”. Quando os mesmos são arguidos: - Por que vocês não fizeram antes? Todos não titubeiam e são taxativos: - Não podemos fazer porque estamos no período de campanha e a Justiça Eleitoral coíbe. E por que não fizeram antes do período de campanha? Balela, conversa para eleitor enfurecido dormir.
Têm aqueles que arriscam e dão uma segunda chance, porém, dar uma terceira oportunidade é demais! Mesmo porque estes candidatos não fizeram e não vão fazer nada por Ibitupã. Por isso, que admiram-se a coragem destes líderes e cabos eleitorais schin que pedem votos para seus candidatos velhos conhecidos dos ibitupaenses com tamanha desfaçatez e cinismo. Querem um terceiro mandato? E quem são os lideres schin? São aqueles que não apresentam as bandeiras e as propostas claras e concretas dos seus candidatos. Por que devo votar nos seus candidatos? Eles respondem – Porque Sim.
Os ibitupaenses estão de olhos neles! É mais educação e menos tolerância com estas “raposas benfeitoras” que querem fazer dos poderes da federação um verdadeiro galinheiro. E você já sabe o que acontece quando as raposas tomam conta do galinheiro. Pense nisto. Ainda bem que as palavras bonitas dos panfletos e nem as falácias articuladas e cheias de promessas dos líderes schin não nos causam mais nenhum tipo de deslumbramento. Amém!

Diretor-presidente: Pericles Kinho. Edição: Adenilson Kbça e Leandro Bahiah. Direção de Arte: Pedro Henrique. Produção/Departamento Comercial: Amauri Leão. Direção de Marketing: Abel Meira. Colaboração: Edilene Bahiah, Jamilson Campos, Matheus Lima, Thaylana Santos e Werônica Rios.

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

O IBITUPAENSE BINHA SOFRE GRAVE ACIDENTE DE MOTO.

Na tarde deste domingo (13), o ibitupaense conhecido popularmente como Binha sofreu um grave acidente de Moto. Testemunhas contam que Binha sofreu o acidente quando saiu de Ibitupã a sentido a Ibicuí fora onde houve o estouro do pneu teve como consequência o arremesso do condutor para fora da Moto que o mesmo conduzia.
Binha é filho do saudoso Seu Deú e se encontra no internado no Hospital Prado Valadares na cidade de Jequié (BA), segundo informações o estado de saúde do ibitupaense é grave. Fica a torcida dos ibitupaeses para que Binha saia desta o mais rápido possível. O Ibitupã News a qualquer momento volta com mais informações.

Diretor-presidente: Pericles Kinho. Edição: Adenilson Kbça e Leandro Bahiah. Direção de Arte: Pedro Henrique. Produção/Departamento Comercial: Amauri Leão. Direção de Marketing: Abel Meira. Colaboração: Edilene Bahiah, Jamilson Campos, Matheus Lima, Thaylana Santos e Werônica Rios.


sexta-feira, 12 de setembro de 2014

CONFISSÃO DE UM FRACASSADO

Gostaria de dividir com vocês mais uma vez, um artigo que escrevi em dezembro do ano passado, e que continua muito atual. Ei-lo ai:

Por: Pericles Gomes.
Imagem: Internet. 

NÃO É UMA COISA MUITO FÁCIL DE SE ADMITIR, MAS CONFESSO QUE CANSEI!

Não é que eu tenha desistido dos meus sonhos, nem me frustrado com as minhas ideologias, nem muito menos tenha deixado de acreditar  que minha Ibitupã amada ainda será muito forte e vigorosa. Um lugar onde um dia ainda imperará a amizade, a harmonia, a paz e a serenidade.

No entanto é descomunal a minha frustração. Estou exaurido. Perdi as forças. Não aturo mais aqueles discursos políticos partidários medíocres e retrógrados, não consigo mais tolerar essa terrível divisão imposta e motiva por pilantras irresponsáveis. É duro ter que ver amigos tornando-se inimigos e vice-versa, por conta de interesses mesquinhos, baixos, espúrios ( que muitas vezes nem interesses deles mesmo não são).

Me enoja ver meus irmãos se prestando a papeis imbecis. Tenho aversão a essa baixaria que se tornou a nossa "política", que mais parece historinha de "faz de contas" ( eles fazem de conta que isso é política e nós fazemos de conta que acreditamos). Me causa calafrios ver os nossos jovens sem sonhos, sem perspectivas, sem ocupação, sem crença, sem rumo. É intragável  certas atitudes, certos posicionamentos que de uma forma ou de outra somos obrigados a aceitar. Cansei de tanto cinismo.

Estou fatigado em ver tanta imoralidade, tanto desrespeito, tanta falta de coerência, falta de discursos. Desgastei em ouvir tantas justificavas repetidas e incoerentes. É de ficar alquebrado ver o povo tão apático, tão anêmico, sem brilho e inerte diante disso tudo. E o que é pior, culpando os que se levantam contra essas promiscuidades e dizendo que "sempre foi assim"... E que vai continuar sendo para "sempre assim".

Abomino por fim ver minha Ibitupã sendo roubada. Roubaram-nos muito mais que nosso "ouro", levaram embora os nossos sonhos, os nossos projetos, as nossas convicções. Roubaram os nossos jovens e deram de presente para o alcoolismo, para as drogas ilícitas, para a prostituição. E ainda ficam felizes em saber que tem muita gente lucrando com isso.

Não tenho vergonha de reconhecer que não tenho mais forças para continuar lutando! Volta e meio me pego entristecido diante disso tudo e sem poder fazer absolutamente nada. Me constrange... Mas reconheço que perdi, sou um fracassado, não consegui. Porém tenho a consciência tranquilo de que tentei. Tentei conscientizar os jovens, tentei dialogar com quem poderia mudar isso, tentei fazer um discurso novo e agregador e também não consegui. Consola-me saber que minha parte tentei fazer.

Só não me canso de repetir o que escreveu o grande Darcy Ribeiro: “Fracassei em tudo o que tentei na vida. Tentei alfabetizar as crianças brasileiras, não consegui. Tentei salvar os índios, não consegui. Tentei fazer uma universidade séria e fracassei. Tentei fazer o Brasil desenvolver-se autonomamente e fracassei. Mas os fracassos são minhas vitórias. Eu detestaria estar no lugar de quem me venceu". 

Diretor-presidente: Pericles Kinho. Edição: Adenilson Kbça e Leandro Bahiah. Direção de Arte: Pedro Henrique. Produção/Departamento Comercial: Amauri Leão. Direção de Marketing: Abel Meira. Colaboração: Edilene Bahiah, Jamilson Campos, Matheus Lima, Thaylana Santos e Werônica Rios.

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

IBITUPÃ VENCE ACARACI POR 1 A 0 COM O GOL DO ATACANTE NEILAN PELO CAMPEONATO REGIONAL DE FUTEBOL DE DÁRIO MEIRA .

Por: Leandro Bahiah.
Imagem: Internet.

Na tarde deste sábado (06), o time de Ibitupã venceu o bom time de Acaraci pelo placar de 1 a 0 pelo Campeonato Regional de Futebol de Dário Meira. A equipe de Ibitupã entrou em campo com: Acassio, Mailson, Alisson, Elson, Nelsinho, Vevei, Bocais, Marcelinho, Vei Pequeno, Diego e Dan (Neilan). O único gol da partida foi marcado  aos 35 minutos do segundo tempo pelo atacante Neilan que substituiu o também atacante Dan. Esta é a segunda partia do time de Ibitupã, a primeira partida, o time do Colégio venceu por 2 a 1. "O time se portou bem dentro de campo, e saímos com os três pontos garantidos o que dar confiança a equipe para o resto da competição apesar dos obstáculos", disse o técnico de Ibitupã, Bruno Amaro. E quando o técnico se referiu a obstáculos foi porque a equipe de Ibitupã não teve tempo para se preparar, já que a partida de sábado que seria no dia 13/09 fora adiantada pela Liga de Dário Meira de Futebol.

Diretor-presidente: Pericles Kinho. Edição: Adenilson Kbça e Leandro Bahiah. Direção de Arte: Pedro Henrique. Produção/Departamento Comercial: Amauri Leão. Direção de Marketing: Abel Meira. Colaboração: Edilene Bahiah, Jamilson Campos, Matheus Lima, Thaylana Santos e Werônica Rios.

sábado, 6 de setembro de 2014

A PRÓXIMA FESTA DE LARGO DE IBITUPÃ SERÁ EM 2017.



Por: Leandro Bahiah.
Imagem: Internet. 

O que fora feito com a Festa de Largo de Ibitupã? Uma tradição de mais de 30 anos de existência que já teve 9 (nove) dias de evento, segundo os mais velhos e que até 2013 tinham 3 (três) dias de duração e que este ano fora reduzido para 2 (dois) dias apenas. Todos, incluindo pessoas ligadas a situação, pelo o menos os mais racionais foram enfáticos – Foi a pior festa de todos os tempos!

Esta Festa de Largo fez com que o distrito de Ibitupã fosse reconhecido do cenário baiano através dos tempos e que a décadas vem decaindo paulatinamente, isso é certo. A expectativa dos ibitupaenses foi ao chão quando a Prefeitura de Ibicuí divulgou na última semana o cartaz da festa, um desrespeito total com povo de Ibitupã. Por que só divulgar o cartaz da festa na última semana? Parece-me que não foi uma coisa planejada, fora feito na tora como dizia o saudoso, Caeira e esta é a impressão que dar. Com todo respeito as atrações que se apresentaram nos dias 30 e 31, mas, Ibitupã merecia mais. Quando olha-se o histórico das festas de Ibitupã ve-se atrações de renomes nacionais. Teve atração que estava no cartaz que não se apresentou na festa, como por exemplo, a Banda Cor de Canela, ou seja, propaganda enganosa? A Comissão da festa tem que dar uma satisfação aos ibitupaenses, por que Cor de Canela não tocou? Essa festa é feita com o dinheiro do povo.

Na sexta tivemos apenas poluição sonora em decorrência das competições de carros de som. No sábado teve Netinho do Forró, Urubu Fogoso, Vanole e Fabão. No domingo, via-se a Cavalgada quase na UTI comparando com as cavalgadas do passado e no palco passaram Rivelino Lima, Fabão, Xote Apimentado, Danado de Bom e Cheiro Verde. Nos intervalos entrava o locutor que mais parecia um humorista de stand up comedy que elogiava os “feitos” do governo. Confesso que ri quando o mesmo impostou sua voz característica e disse: “Essa festa bateu recorde de público...”.

Se tem algo que as administrações passadas/atuais de Ibicuí não usam é o princípio da igualdade/equidade para com os distritos. A prefeitura já gastara R$ 400.000 quatrocentos mil reais com o São João de Ibicuí 2013 e com festa de Ibitupã não fora usado nem se quer 1/3 do valor acima.

Sinceramente queria eu morar naquele município descrito pelo locutor oficial da Festa de Largo. Lembra-se como a atual situação na campanha de 2012 apregoava a “mudança”? E a maioria dos ibicuienses embarcaram nesta mudança, porém era mudar para pior. “Deixa a Mulher trabalhar...”, dizia o locutor. Caro locutor os ibitupaenses não só deixam a Mulher trabalhar como cobram. Todavia, a Mulher não quer.

Governo de Pequenos Reparos é assim mesmo: não aceita críticas, são bons de propagandas e sempre pede mais uma vez um voto de confiança para fazer diferente. É igual marido violento. Jura para sua esposa que vai mudar, entretanto, sempre tem uma recaída. Ibitupaenses vocês querem dar mais uma chance, um voto de confiança? Festa de Largo de Ibitupã só em 2017.

Diretor-presidente: Pericles Kinho. Edição: Adenilson Kbça e Leandro Bahiah. Direção de Arte: Pedro Henrique. Produção/Departamento Comercial: Amauri Leão. Direção de Marketing: Abel Meira. Colaboração: Edilene Bahiah, Jamilson Campos, Matheus Lima, Thaylana Santos e Werônica Rios.

terça-feira, 2 de setembro de 2014

CUIDADO COM OS GOVERNOS DE PEQUENOS REPAROS.

Palavra do Bó.
Por: Leandro Bahiah.
Imagem: Internet.

É interessante observar certas práticas administrativas que não mudam nunca. Isso ocorre desde governos passados e que no presente tem-se visto com exaustão. Denominam-se Governos de Pequenos Reparos. O que seria um Governo de Pequenos Reparos? São governos que realizam obras minimas como: fechar pequenos buracos que há meses ficaram abertos, pintar meios-fios ou cortar as gramíneas que tomam as ruas e praças da cidade e por aí vai. Isso acontece geralmente na última semana de um grande evento como por exemplo, a Festa de Largo de Ibitupã. O governo de pequenos reparos estar em todos os lugares do Brasil, e com Ibicuí seria diferente?
O objetivo da administração é mostrar aos visitantes que tudo em Ibitupã estar as mil maravilhas e transcorrendo na mais perfeita ordem e progresso, todavia, quando estes visitantes que vem de outras cidades e até mesmo de outros Estados, chegam na casa de seus familiares só ouvem lamentos. Lamentos estes verídicos, infelizmente. 
E agora José? Indagava Carlos Drummond de Andrade. Essa pergunta faça aos ibitupaenses: Sabe qual é a principal característica dos Governos de pequenos reparos? Não gosta de receber críticas, mesmo quando as mesmas são construtivas. É um carro que por fora estar lindo, porém, o motor não funciona.
É preciso uma sociedade civil unida que questionem essas práticas minimizantes que só engana o povo sofrido e mascara a real situação para os visitantes. Postura ibitupaenses, ibicuienses e povo de Água Doce. Marchem até a prefeitura, marchem até Câmara e cobrem soluções dos problemas dos seus distritos e sede.
Sabe quando caro internauta veremos em Ibitupã meios-fios pintados, buracos tampados e gramíneas cortadas? Só na última semana de agosto de 2015, isto caso tenha Festa de Largo, porque do jeito que a coisa está caminhando é prudente não vacilar e afirmar que o ano que virá não tenha uma Festa de Largo, no máximo teremos uma Festinha de Larguinho.
A Festa de Largo deverá ser um tema de um outro artigo. Fiquem apenas refletindo sobre os Governos de Pequenos Reparos. Que São Roque nos ajude!

Diretor-presidente: Pericles Kinho. Edição: Adenilson Kbça e Leandro Bahiah. Direção de Arte: Pedro Henrique. Produção/Departamento Comercial: Amauri Leão. Direção de Marketing: Abel Meira. Colaboração: Edilene Bahiah, Jamilson Campos, Matheus Lima, Thaylana Santos e Werônica Rios.

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

OS ABUTRES DO BEM

Por: Guilherme Fiúza
Lula da Silva pediu a cabeça de uma funcionária do Santander. O banco entregou-lhe a cabeça dela. Era uma funcionária abutre, dessas que atacam os cordeirinhos socialistas, escrevendo coisas desagradáveis sobre o governo popular. Como ousa essa agente do capitalismo selvagem dizer que a queda de Dilma Rousseff nas pesquisas eleitorais anima o mercado?
É bem verdade que a queda de Dilma nas pesquisas anima o mercado, mas... precisava dizer isso para todo mundo? A analista do Santander não poderia ser mais discreta com seus clientes? Não dava pelo menos para falar mais baixo? Ou mudar de assunto? Não dá para entender por que esses analistas de conjuntura insistem em falar de coisa triste. Em vez desses boletins sisudos e cinzentos, poderiam mandar mensagens coloridas e alegres, prevendo um PIB maravilhoso e garantindo que a inflação está quietinha no seu canto. Se o ministro da Fazenda faz isso, por que um banco não pode fazer? São mesmo uns pessimistas. Abutres!
Mas aqui no nosso terreiro, financista estrangeiro não vai cantar de galo, não. Como avisou Dilma na Copa do Mundo, o brasileiro já superou seu complexo de vira-latas. Os pastores alemães sentiram na carne o que significa isso. E os pitbulls do governo popular foram para cima do Santander: Dilma rosnou, Lula mordeu, e o banco teve que engolir suas palavras. Onde quer que esteja agora, o companheiro Hugo Chávez deve estar explodindo de orgulho dos seus amigos petistas. Lula já dissera que a Venezuela chavista é um modelo de democracia, e agora mostra que não estava brincando.
A reação do filho do Brasil em defesa da reeleição de sua criatura foi um ato de estadista. O que fazer diante de uma análise desfavorável ao governo do PT? Elementar: fuzilar o analista. Com classe: “Não entende porra nenhuma de Brasil.” Quase é possível ouvir a reação eufórica do coronel Chávez: “Meu garoto!”
Aqui na Terra, a parceria chavista também é só alegria. Depois de destroçar a economia argentina com seu populismo cor-de-rosa, Cristina Kirchner deu o calote e recebeu o caloroso abraço do Brasil. “Não podemos aceitar que a ação de alguns poucos especuladores coloquem em risco a estabilidade e o bem-estar de países inteiros”, declarou Dilma em Caracas, lugar ideal para esse tipo de ternura. Estão vendo como esses abutres são maus? Atacam uma viúva indefesa, que é leal ao falecido e mantém irretocável a reputação caloteira da família.
O abraço de Dilma em Cristina é pleno de simbolismo. A presidente brasileira deve muito à companheira argentina. Foi Cristina quem começou, corajosamente, a esconder os indicadores feiosos da economia, e a fabricar números novinhos em folha — tornando os índices de inflação, por exemplo, até simpáticos. Dilma tomou coragem e foi atrás, implantando no governo brasileiro a contabilidade criativa — sem dúvida uma das realizações mais engenhosas do PT no poder. Numa triangulação mágica entre o Tesouro, o BNDES e estatais como a Petrobras e a Caixa, o governo popular aprendeu a esconder déficits e assim ampliar o orçamento do fisiologismo. Nem a seleção alemã pôs o Brasil na roda com tanta maestria.
Entre outras maravilhas da bravura bolivariana, os Kirchner arruinaram as empresas de energia — base do crescimento — para garantir a conta de luz baratinha, que o povo adora. Os abutres pensam que é fácil enganar o povo, mas enganados estão eles: custa caríssimo. Propaganda populista, truques assistencialistas, engordar a máquina para enriquecer os aliados — isso tudo custa dinheiro. Como declarou Dilma, é um absurdo que esses urubus não tenham um mínimo de sensibilidade para com o bem-estar dos marajás da viúva.
E o governo brasileiro tem autoridade para defender a Argentina nesse momento difícil, porque segue a mesma escola de abutres do bem: além dos números amestrados, por aqui o setor elétrico também foi depredado em favor da bondade tarifária — que ajudou adicionalmente a sumir com metade do valor da Petrobras (fora o antro de negociatas, que ninguém é de ferro). E, para provar que o Brasil faz questão de estar no mesmo barco da Argentina, o governo Dilma acaba de bater um novo recorde, depois de construir os estádios de futebol mais caros do mundo: o primeiro semestre de 2014 registrou o maior déficit nas contas públicas do século 21.
É bem verdade que o PT ainda não conseguiu torpedear a imprensa com a eficiência dos Kirchner. Mas tem suas listas negras, e continuará caçando essa gente que não entende porra nenhuma de Brasil.