.

.

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

MURO DO CEMITÉRIO CAIU E NENHUMA PROVIDÊNCIA FORA TOMADA POR PARTE DA PREFEITURA DE IBICUÍ.

Portão do Cemitério.
Por: Leandro Bahiah.
Fotos: Pedro Henrique.

O muro do Cemitério Municipal de Ibitupã caiu já faz aproximadamente dois meses e nenhuma providência por parte da administração local foi tomada, não se sabe qual é a justificativa que o pessoal da prefeitura de Ibicuí irá dar para o desinteresse ao assunto em questão para a população de Ibitupã. Contudo, administração local vai alegar mais uma vez a falta de verba.
O melhor lugar para se refletir, é o cemitério. Verdade. Lá nós damos conta que somos iguais a todos, que um dia, todos! Sem exceção, iremos morrer! Quando alguém se achar superior, arrogante e que anseia por poder para pisar nas pessoas. Aconselham-se a visitar um cemitério e mirar aqueles túmulos. Eis a morada de todos nos. Então é preciso respeitar e reverenciar os nossos entes queridos como forma de se policiar.
No Local do Muro Fizeram Uma Cerca.
Como nosso distrito tem pessoas sensíveis, solidárias e comprometidas com o nosso povo, com a nossa gente e com os problemas que afligem nossa comunidade, e já que tivemos experiência de êxito com mutirões, então é necessário um mutirão para levantar o muro do cemitério. Porque temos pedreiros e pessoas disponíveis para fazer um trabalho que por dever é do poder público municipal.
Quase todo morador de Ibitupã tem um ente querido que fora enterrado no cemitério ibitupaenses, por isso, ajuda é uma forma de protesto e da falta de respeito para com os finados. Agora é preciso que a Prefeitura de Ibicuí ceda os materiais e já que o nosso querido vereador Romoaldo Sarmento (PP) nem se quer fez uma indicação ao executivo para que o problema seja solucionado.

Diretor-presidente: Pericles Kinho. Edição: Adenilson Kbça e Leandro Bahiah. Direção de Arte: Pedro Henrique. Produção/Departamento : Amauri Leão. Direção de Marketing: Abel Meira. Colaboração: Jamilson Campos, Matheus Lima e Werônica Rios.

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

AS SESSÕES DA CÂMARA DE IBICUÍ SÃO DIGNAS DE UM DRAMA MEXICANO.

CÂMARA DE VEREADORES DE IBICUÍ (BA).
Por: Lendro Bahiah.
Imagem: Internet.

Quem teve alguma vez a oportunidade de assistir ou ouvir pela FM Vida Nova uma das Sessões da Câmara de Ibicuí pode comprovar que temos alguns vereadores que não conseguem dizer pelo menos três frases onde as mesmas concordem com grau, número e gênero ou vice versa. Infelizmente mostra os despreparos de alguns dos nossos queridos representantes do povo. Tudo isso é de menos.
O agravante mesmo, foi aprovação de um projeto de autoria do vereador Manoel (PDT), o projeto consiste em mudar a Sessão da Câmara da sexta-feira para quarta-feira, ou seja, a partir de 2015, as sessões não serão mais a noite e se realizará às 14 horas. Qual a justificativa da mudança da sessão? Segundo os vereadores que discutiram o projeto, a mudança é para proteger os vereadores que moram nos distritos de alguma espécie de violência.
Na discussão do projeto, alguns dos vereadores entraram calados e saíram mudos na sua maioria. Exceto os vereadores Legá Alves (PV), Eduardo (PTB), Romoaldo Sarmento (PP) e Dário Peixoto (PDT). O primeiro vereador apresentou um requerimento para a retirada do projeto de pauta para que o projeto fosse mais discutido. Todavia, o requerimento foi derrotado por 6 seis votos. E o projeto foi votado e aprovado por unanimidade.
É cristalino e entende-se que uma sessão a tarde é uma clara manifestação de afastar as pessoas da Casa do Povo e de acompanhar o trabalho dos vereadores. Neste horário, às 14 horas, muitos trabalhadores estão ainda na lida, nem dar para ouvir a sessão. Depois de dizer o seu famoso bordão:
- Ouvir atentamente os nobres vereadores... – depois concluiu o vereador Romolado Sarmento. – Quando a pessoa se interessa pelo trabalho do vereador, ele vem à sessão... 
Até no Congresso Nacional, as galerias só fica lotadas quando estão votando um projeto que beneficia alguma categoria, como dos policiais, professores, bombeiros e por aí vai. Como bem disse o vereador Eduardo:
- A Tribuna Popular só fica cheia quando algo polêmico está prestes a ser votado. Evidentemente, ele não disse com estas palavras. Dário Peixoto disse que a provação do projeto não interferiria na sua vida, uma vez, que ele mora na sede, ou seja, tanto fez como tanto faz.
Agora afastar o povo da Câmara é gravíssimo! Em nome de uma suposta segurança. Então, o padre após celebrar a Missa pode voltar para Ibicuí, o pastor pode fazer o mesmo depois de um Culto e o produtor rural depois de um dia de trabalho pode trafegar a noite correndo riscos. Os vereadores, não. Porque são seres intocáveis!
O vereador Romolado é uma festa aparte. Defende o governo Trabalho e Compromisso olhando pelo retrovisor. E se não bastasse, o mesmo ainda pede ajuda dos vereadores de oposição para que os mesmos deixem o governo governar. Como? Escondendo tudo! Que falta remédios nos PSFs, que os Agentes de Saúde não receberam o seu dinheiro por direito e que têm estudantes que ficaram este ano sem estudar? Assim não dar. Por que Vossa Excelência não responde as indagações feitas pela reportagem do IN?
Têm vereadores que tentam defender o governo, o que é uma proeza, mesmo porque não tem como defender o indefensável. Contudo a oposição tem uma retórica fezoz, porém, peca na ação. E tome falação! Talvez seja esse o motivo do desinteresse do povo pelas Sessões da Câmara. Enquanto ao vereador Onildo Jr. (PSD), cobrava fidelidade e moralidade na política de Ibicuí, porque alguns tentaram colocar a culpa da reprovação das contas da prefeita Gilnay Santana (PTN) pelo TCM, no ex-prefeito e saudoso Abel Cornélio (PDT). Vereador cobrar fidelidade na política de Ibicuí é o mesmo que acreditar em orgasmo de Garota de Programa, pode até existir uma vez ou outra, mas, é muito difícil.

Diretor-presidente: Pericles Kinho. Edição: Adenilson Kbça e Leandro Bahiah. Direção de Arte: Pedro Henrique. Produção/Departamento : Amauri Leão. Direção de Marketing: Abel Meira. Colaboração: Jamilson Campos, Matheus Lima e Werônica Rios. 

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

FALECEU O IBITUPAENSE BINHA DE DEÚ NA CIDADE DE IBICUÍ.

Fábio (Binha).
Por: Leandro Bahiah.
Foto: Marynne Silva.

Faleceu na manhã desta terça feira (09), no Hospital Anita Rodrigues na cidade de Ibicuí (BA), às 10 horas, Fábio conhecido popularmente como Binha. A causa do falecimento fora complicações de acidente de moto sofrido pelo mesmo em setembro deste ano. Binha deixa esposa, filhos (as), irmãos (ãs), parentes e amigos. O velório será na residência do seu irmão Zé, na Rua Jussiara. Binha era uma pessoa alegre, brincalhona e querida por todos os ibitupaenses e que deixará saudades eternas a todos os que gozavam da sua amizade.O IN volta a qualquer momento com mais informações. A equipe do IN deseja os mais sinceros pêsames e externa o sentimento de solidariedade e piedade cristã. 
Diretor-presidente: Pericles Kinho. Edição: Adenilson Kbça e Leandro Bahiah. Direção de Arte: Pedro Henrique. Produção/Departamento : Amauri Leão. Direção de Marketing: Abel Meira. Colaboração: Jamilson Campos, Matheus Lima e Werônica Rios. 

sábado, 6 de dezembro de 2014

O ANO LETIVO DE 2014 EM IBITUPÃ FOI ENCERRADO COM FESTA.

Rita, Mirian, Thainá e Mirélia.
Por: Leandro Santos.
Fotos: Rita Azevedo.

Na noite desta sexta-feira (05), as Escolas Municipais de Ibitupã realizaram o encerramento do ano letivo promovendo uma festa para os professores (as) e funcionários das respectivas instituições de ensino, mesmo porque a festa é merecida, uma vez, que a Escola Emílio Garrastazu Médici foi uma das duas escolas de Ibicuí que se destacaram no Ideb.
É verdade que o resultado do Ideb está relacionado mais por conta da qualidade e do trabalho dos professores do que por qualquer ação direta do governo municipal. Mesmo assim, parabéns a todos os professores de Ibitupã que amam o que fazem, pena que esta profissão seja tão desvalorizada e não tenha o reconhecimento merecido, mesmo porque ser professor (a) é uma vocação. E concerteza: professor é a profissão das profissões. Parabéns aos funcionários e as professoras (os): ANA CÉLIA, ANA CLECIA, BEATRIZ, CELIDALVA, CLAUDENIR, CONSUELO, DIONETE, EDINALDO, EDUARDO, ELAINE, ELIANE LUZ, ELIZÂNGELA, HUGO, JERFSON, LEDISELMA, LEILA MARIA, LUCIARA, LUCIARA MAROTO, MARIA CLÍMACO, MIRÉLIA, MIRIAN, MÔNICA, NELSON, PATRÍCIA, REGINA LÚCIA, RITA, ROZERENE, SAMUEL e SIRLÂNDIA.
Mônica, Regina e Iamara.
A festa contou com as presenças da prefeita Gilnay Santana (PTN), da coordenadora do programa Mais Educação, Senhora Cássia e do Administrador de Ibitupã, Senhor Marcos Caetité. A Diretora das Escolas de Ibitupã, Senhora Leidiselma Assis foi procurada pelo repórter Pedro Henrique para que a professora desse uma entrevista para fazer um balanço do ano letivo, e saber da mesma quais são as expectativas para o ano letivo em 2015, porem, a Diretora recusou-se. Mas, o espaço está aberto.

Diretor-presidente: Pericles Kinho. Edição: Adenilson Kbça e Leandro Bahiah. Direção de Arte: Pedro Henrique. Produção/Departamento : Amauri Leão. Direção de Marketing: Abel Meira. Colaboração: Jamilson Campos, Matheus Lima e Werônica Rios. 

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

MORADORA DA AGENOR SAMPAIO DENUNCIA QUEIMA DE LIXO.

Por: Adenilson de Oliveira. 
Fotos: Jossélia. 

A internauta e moradora da Rua Agenor Sampaio, de nome Jossélia enviou para redação do IN, fotos. Onde comprova-se que um carro despejava lixo no fim da mesma rua, e ao invés do lixo ser coletado e destinado ao local correto, colocaram fogo no lixo. A mesma disse a nossa reportagem que o mau cheiro é terrível, e que a fumaça causada pela queima dos resíduos sólidos é insuportável. Isso é uma prova que o lixo produzido no distrito não está sendo coletado regularmente como afirmou o nosso representante na Câmara na Sessão passada.
É preciso que a administração de Ibitupã, na pessoa do Senhor Marcos Caetité dê uma boa justificativa aos moradores da Rua Agenor Sampaio e que solucione o problema o mais urgente possível. Por que será que o lixo não estar sendo coletados todos os dias? Será porque o funcionário que coleta o lixo está sem receber? Não na opinião do nosso querido edil Romoaldo Sarmento tudo é digno de parabéns: “Nunca, nunca nesta gestão agora o lixo deixou de pegar, toda coleta do lixo é feita em Ibitupã. Deixou momento algum, o lixo deixou em ser coletado em Ibitupã”, o que se percebe é que o vereador reside em outro distrito.
O mesmo vem ocorrendo no final da Avenida São Roque, na segunda (01), lixo estava sendo queimado, ou seja, tanto os moradores da Agenor Sampaio quanto o da Avenida São Roque merecem respeito. Como pode tomar café, almoçar e jantar com aquele odor? E a fumaça que pode causar sérias complicações para quem sofre com problemas respiratórios? Pagar a quem for de direito. Os vereadores devem fiscalizar e apurar responsabilidades. De quem é a responsabilidades: da Prefeitura de Ibicuí ou da Transcops? Para que se possam tomar medidas cabíveis no âmbito da Lei como, por exemplo, entrar com uma ação no MP. Alguma coisa tem que ser feita. Assim é que não pode ficar mais.

Diretor-presidente: Pericles Kinho. Edição: Adenilson Kbça e Leandro Bahiah. Direção de Arte: Pedro Henrique. Produção/Departamento : Amauri Leão. Direção de Marketing: Abel Meira. Colaboração: Jamilson Campos, Matheus Lima e Werônica Rios.

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

VEREADOR ROMOALDO SARMENTO DIZ QUE UNO NÃO TEM MAIS CONTRATO COM A PREFEITURA E OMITE NOME DO DONO DO VEÍCULO.

Vereador Romoaldo Sarmento.
Por: Leandro Bahiah.
Foto: Pedro Henrique.
Imagem do Vereador: Internet. 

Na Sessão da Câmara de Ibicuí realizada na sexta-feira (28), o vereador Legá Alves (PV), citou a reportagem do IN “Tem Gente em Ibicuí que Confunde Público e Privado, Chega beirar a Indecência”, e indagou ao seu colega, o vereador Romoaldo Sarmento (PP), se o UNO de placa policial OLG-5837 se ainda tinha contrato com a prefeitura e quem era realmente o dono do veículo. “... Com a chegada do UNO não só em Ibitupã como em Água Doce e aqui na sede. Vários carros chegaram no município e na verdade o que dava realmente este suporte lá em Ibitupã era o Gol. Apartir disto aí como o Gol chegou, então, o Gol ficou só específico pra saúde, não é? O Gol foi pra saúde e o UNO realmente tirou, tirou esta questão de contrato, então não existe vinculo nenhum com o município de Ibicuí a questão do Gol”, disse mais o vereador Romoaldo Sarmento: “Nunca, nunca nesta gestão agora o lixo deixou de pegar, toda coleta do lixo é feita em Ibitupã. Deixou momento algum, o lixo deixou em ser coletado em Ibitupã.

Sinto em discordar meu caro vereador, afirmar que nesta gestão o lixo está sendo recolhido regulamente? Deixo para a comunidade de Ibitupã responder, aliás, a imagem responde por si só. Enquanto, dizer que o UNO não tem mais contrato com a Prefeitura de Ibicuí sem comprovar documentalmente, mais confundiu do que esclareceu. Em relação ao dono do UNO, nem se quer vossa excelência citou o nome do mesmo. O que se pede é transparência!

Lixo na Praça J. Braga. Seg. (01), Às 14:09.
Geralmente, os contratos com as prefeituras vencem no final de novembro e dezembro, todavia, o gol branco chegou e o contrato do UNO fora quebrado com a prefeitura rapidamente? Ainda está em tempo do vereador Romoaldo Sarmento dar esses esclarecimentos aos ibicuienses, e principalmente, a comunidade de Ibitupã. Na próxima Sessão da Câmara que será realizada na Sexta-feira (05), o vereador terá a oportunidade de levar o contrato do UNO para comprovar tais esclarecimentos feito pela comunidade de Ibitupã.

É bom salientar que o vereador e a vereadora deve também indagar e investigar seus pares, às vezes, denotam-se certa timidez quando se questionar certas atitudes de vereadores. É preciso uma atitude exemplar, ou seja, em busca da verdade para o bem da transparência, moralidade e da legalidade. A Câmara é a Casa do Povo não é uma espécie de corporativismo. Criticar prefeita e prefeito é fácil, o incômodo é indagar os seus colegas parlamentares.

Parabéns a reportagem de Pedro Henrique que buscou apenas os esclarecimentos e também ao vereador Legá Alves pela coragem de indagar um dos seus pares.

Diretor-presidente: Pericles Kinho. Edição: Adenilson Kbça e Leandro Bahiah. Direção de Arte: Pedro Henrique. Produção/Departamento : Amauri Leão. Direção de Marketing: Abel Meira. Colaboração: Jamilson Campos, Matheus Lima e Werônica Rios. 

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

SOBRINHA QUE MORA NO ESTADO DO RIO ENCONTRA TIOS ATRAVÉS DO IBITUPÃ NEWS.

Sua esposa Elza e Bacalhau.
Por: Leandro Bahiah.
Foto: Pedro Henrique.

Na sexta-feira (28), a internauta Arlete Oliveira, moradora do Rio de Janeiro entrou em contato com a equipe do IN a procura dos seus tios que fazia aproximadamente 35 anos que não os via. Através da pagina do Ibitupã News, Arlete Oliveira deu algumas informações como, por exemplo, nome e apelido dos tios. Um chama-se Joel e outro é conhecido por Bacalhau, e deixou ainda seus contatos, como e-mail e o número de telefone.

Nesta segunda (01), a equipe do IN encontrou um dos tios citados por Arlete Oliveira de apelido Bacalhau, e o mesmo confirmou que tem uma sobrinha com este nome. Joel também mora em Ibitupã, todavia, a equipe não encontrou o mesmo. Bacalhau ficou muito alegre com a notícia dada pelos repórteres do IN: "Obrigado os meninos". Dona Elza esposa de Bacalhau ficou contente e disse mais: "Ele vai fazer uma operação daqui pra sexta". E a mesma passou os seus contatos (números de telefones) para o IN.

O IN já passou através do Facebook os contatos para Arlete Oliveira. A equipe torce para que Bacalhau faça sua cirurgia e que tudo ocorra bem e que o mesma tenha uma pronta recuperação e que tenha logo um reencontro com a sua sobrinha que não ver a três décadas e meia. A equipe do Ibitupã News fica feliz em proporcionar este contato direto, e principalmente, este reencontro tão aguardado. Agora é só alegria!

Diretor-presidente: Pericles Kinho. Edição: Adenilson Kbça e Leandro Bahiah. Direção de Arte: Pedro Henrique. Produção/Departamento : Amauri Leão. Direção de Marketing: Abel Meira. Colaboração: Jamilson Campos, Matheus Lima e Werônica Rios.